Vaga de Demóstenes é do ex da mulher de Cachoeira

O primeiro suplente, substituto natural de Demóstenes no senado, é ninguém menos que o ex-marido de Andressa Alves Mendonça – a bela mulher do bicheiro Carlos Cachoeira, hoje detido na Penintenciária da Papuda, em Brasília.

É de tontear qualquer amante de filmes de ação. O empresário Wilder Pedro de Moraes ficou conhecido como “o marido traído do escândalo Cachoeira”, mas é dono de uma das fortunas do ramo de construção civil em Goiás.

Seu patrimônio – que lhe permitiu polpudas doações à campanha de Demóstenes Torres ao senado – no entanto, não se compara ao de Cachoeira, para quem perdeu Andressa, a moça que empresta glamour ao roteiro. Ainda não se sabe se Moraes realmente irá encarar a missão patriótica que a doação financeira e as urnas lhe deram – o mandato de senador. Mas o desfecho deste roteiro de gosto duvidoso até que combina com o escândalo.

4 respostas

  1. Agora caiu a ficha. Está explicado por que o empenho em cassar Desmontenes. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Pelo que eu entendi,o “Demo”,enganou os dois,recebeu dinheiro do marido traido e do taridor…o cara é o mestre!!!

  3. Xerifeeeee, pelo amor de Deus…..
    Essa cambada de políticos corruptores x empresários corrompidos com mulheres bonitas e famosas, não tem muito o que mudar. Está tudo em casa. Usou, lavou e pronto. Eles se entendem tanto que ainda fazem churrasco para comemorar com muito dinheiro e amorrrrr… kkkkkkkkkkkkk

Deixe um comentário para ficha limpa////// Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Categorias