Senador pede restrição de direitos de presidiários, mas nega apoiar uso de chicote

O senador Reditario Cassol (PP-RO) afirmou em plenário, nesta terça-feira (11), que o povo brasileiro apoia seu projeto que restringe direitos a presidiários. De acordo com o senador, são “milhares de manifestações de apoio” nas ruas, por telefone e pela internet. O projeto de lei do Senado (PLS) 542/2011 tem objetivo de revogar vários benefícios aos criminosos. Entre outras medidas, o senador propõe aumento dos prazos para progressão de regime, fim das saídas temporárias para condenados por crimes hediondos e a extinção do auxílio-reclusão.

Além disso, Reditario Cassol propõe a construção de novos presídios em parceria com a iniciativa privada, com previsão de trabalho para os presos. Segundo disse, “a pessoa condenada por crime grave deve sustentar a família com trabalho na prisão”. Ele também afirmou já ter pedido um estudo sobre a viabilidade de a família da vítima receber um benefício previdenciário.

Uma resposta

  1. XERIFE, MELHOR SERIA CRIAR O SUCATÃO SERIA ASSIM: PARIA TODOS(AS) AS PESSOAS QUE PRECISAM DE ORGÃOS E FARIA A TRIAGEM COM OS PRESOS QUEM FOSSE COMPATIVEL DOARIA: CORAÇÃO,CORNEAS,RIN, PULMÃO ETC, ASSIM ACABARIA A SAFADEZA NESSE PAIS ISSO INCLUI POLITICOS TAMBÉM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

Desembargador reabre Instituto Lula

O desembargador Néviton Guedes, do TRF-1, acaba de derrubar a decisão do juiz Ricardo Leite que suspendeu as atividades do Instituto Lula. Ex-procurador da República,

Leia Mais