Bolsonaro cometeu na campanha do filho o mesmo erro que levou à cassação de Sandro Pimentel

igual Bolsonaro cometeu na campanha do filho o mesmo erro que levou à cassação de Sandro Pimentel

247 – Jair Bolsonaro (sem partido) fez doações em espécie acima dos valores permitidos pela legislação eleitoral para a campanha a vereador do filho Carlos Bolsonaro (Republicanos) no Rio de Janeiro. A doação foi de R$ 10 mil, mas o teto de doações individuais é de R$ 1.064,10, conforme a lei.

De acordo com o site Saiba Mais, o caso é igual ao processo que levou à cassação do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) no Rio Grande do Norte. Na campanha de 2018 o parlamentar fez seis depósitos em espécie acima dos valores permitidos pela lei. A soma dos depósitos totalizou R$ 30 mil, ou seja, 60% dos gastos da campanha. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o mandato de Pimentel por 7 votos a 0.

O filho de Jair Bolsonaro havia classificado a doação como um “equívoco” e que o recurso, de origem lícita, foi devolvido e retransferido de acordo com a legislação. Em nota, um dia após o julgamento do TSE, ele classificou a cassação como perseguição política. “Enquanto campanhas notadamente corruptas recebem o aval da legalidade, nossa modesta campanha foi punida com os rigores e velocidade que nunca alcançariam os filhos do poder”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias