Servidor do TJRN, suspeito de matar psicóloga afirma que recebeu ‘ordens do demônio’ para praticar crime

O advogado e servidor do TJRN, João Carvalho, preso nesta quarta-feira(24) em Natal, suspeito de matar a psicóloga Fabiana Maia Veras foi transferido para o município de Assú.

O servidor público confessou ao ser indagado pela imprensa sobre a motivação do crime que chocou o Rio Grande do Norte, que ‘recebeu ordens do demônio para praticar o crime’.

Veja vídeo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias