O equilíbrio na corda bamba

temerfhc

O presidente reformista, segundo ele mesmo, terá dois grandes problemas em 2017. A primeira é o desafio de manter a agenda de reforma em curso no Congresso Nacional. O segundo é o comportamento do eleitor nas ruas, porque a classe média, especialmente, está muito atenta.

A manutenção de Michel Temer no cargo está relacionada a essas duas questões, que dependem essencialmente do Congresso Nacional, que teima em ter uma agenda de autoajuda. De acordo com os analistas ouvidos pela Coluna, Temer está preso ao seu próprio passado recente.

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

É me de amargar !

Se tem uma coisa que está tirando o juízo dos motoristas é o preço da gasolina! Não brinque não! Depois do reajuste de 8,1%, na

Leia Mais

Não passa de conversa

O deputado federal Rogério Marinho anda ‘enfurecido’ com quem diz que ele será ‘aproveitado’ no governo de Jair Bolsonaro.”É somente especulação”. isso não passa de

Leia Mais

Vá cumprir o dever de casa, Fátima!

Da governadora do RN, Fátima Bezerra: “Estamos destacando como é importante a participação municipal nessa hora. O Governo segue abrindo leitos nos hospitais, cedendo equipamentos,

Leia Mais

Fábio Dantas não nega

O vice-governador do Rio Grande do Norte Fábio Dantas não nega que anda ‘chateado’ com o governador Robinson Faria. E tem lá seus motivos. Óbvio.

Leia Mais

E a privatização dos Correios?

Jair Bolsonaro abriu o flanco nos Correios. A Adcap, associação dos profissionais da estatal, sustenta que a empresa deu lucro nos últimos dois anos e questiona

Leia Mais