Garibaldi só não apóia Wilma para prefeita de Natal. Admitiu apoiar Rogério

O ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho (PMDB), admitiu neste domingo (07) a possibilidade do seu partido apoiar a candidatura do deputado federal Rogério Marinho (PSDB), a prefeito de Natal em 2012.

O peemedebista disse que o tucano tem um projeto “viável” e não enxerga empecilhos na aliança entre as duas legendas.

“Na minha avaliação, eu diria que desses candidatos que estão despontando aí a mais difícil de ter o meu apoio é a ex-governadora Wilma de Faria (PSB).

Carlos Eduardo (PDT) é bem mais viável. O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) também é viável. Não quero estabelecer um comparativo com a ex-governadora porque não tenho nada pessoal contra ela. Apenas não estou disposto a colaborar para uma aliança do partido com ela.

Então, Rogério poderá contar com nosso apoio, se o partido não tiver candidato”, disse Garibaldi em entrevista ao Poti/Diário de Natal, que circula neste domingo.

Do Fator RRH

3 respostas

  1. “Não quero estabelecer um comparativo com a ex-governadora porque não tenho nada pessoal contra ela”
    nada pessoal….kkkkkkkkkkkkkk..duas surras em um mês…
    ……..kkkkkkkkkkkkkkk…na realidade…Gagari…é muito rancoroso……….kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Concordo com o Carlos é só vê a receptividade que a professora Wilma é recebida nos quatro cantos da nossa capital. ë muito bem aceita. Seu potencial de crescimento é enorme. Aguardem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Categorias

Esplanada vazia

A Esplanada dos Ministérios está vazia: de carros e de pessoas. Os servidores agradecem às centrais sindicais a folga de sexta-feira.

Leia Mais

Boca de jacaré

Numa mensagem interceptada pela Polícia Federal, o doleiro Lúcio Funaro chama Geddel Vieira Lima de “boca de jacaré”. É uma referência à gula que, de

Leia Mais

Sem entendimento!

Quase nove meses de administração e a governadora Fátima Bezerra ainda não consegue se entender com representantes de importantes categorias, como educação, saúde e segurança.

Leia Mais