Prefeitos ameaçam greve contra queda nos repasses federais

braço cruzadoA Folha de São Paulo revelou que prefeituras de Pernambuco e de Minas Gerais ameaçam fechar as portas em protesto contra a queda nos repasses federais do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), verba mensal usada no custeio das administrações. O movimento ocorre nos Estados dos presidenciáveis Eduardo Campos (PSB-PE) e Aécio Neves (PSDB-MG), no momento em que ambos elevam o tom contra o governo de Dilma Rousseff, candidata à reeleição em 2014.

Em PE, o protesto é organizado por aliados de Campos e poupa a gestão estadual. Já em Minas são alvos tanto o Planalto como a gestão de Antonio Anastasia (PSDB), sucessor de Aécio no cargo. A paralisação em Pernambuco está marcada para quarta em ao menos 25 cidades. Os prefeitos dizem não ter como fechar as contas e que terão que demitir funcionários a partir de novembro. “O FPM representa ao menos 90% [da receita] nos municípios de até 50 mil habitantes”, afirmou José Patriota (PSB), prefeito de Afogados da Ingazeira (PE) e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco.

2 Responses

  1. AH,é?E o Princípio da continuidade da Administração Pública foi revogado?Aliás,pode se revogar um Princípio? “Home”,vão buscar ideias e não falácias!!

  2. Tem que reduzir mesmo.

    Os senhores prefeitos devem gerir melhor as verbas. Por exemplo, acabar com o empreguismo e o nepotismo, entre outros desvios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Categorias