Lava Jato identifica repasse de R$50 mil a Gilmar

O pagamento foi feito, em 2016, a um instituto ligado ao ministro Gilmar Mendes (Instituto Brasiliense de Direito Público).

A força-tarefa da Lava Jato identificou o valor após a quebra do sigilo fiscal da Federação do Comércio do Rio de Janeiro, cujo ex-presidente era Orlando Diniz, solto por Gilmar na última sexta-feira.

O empresário presidiu a Fecomércio-RJ por quase 20 anos até ser preso em fevereiro.

Orlando Diniz é réu acusado por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O Ministério Público pede impedimento de Gilmar Mendes, além do impeachment do ministro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

setembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
Categorias

Tragédia em Parnamirim (RN)

Quatro anos de governo do prefeito Taveira em Parnamirim (RN) será uma desgraça. Mais quatro anos seria um tragédia, diz um opositor do sistema dominante.

Leia Mais