Empresa que vendeu preservativos com defeito terá que pagar pensão

No Uruguai, uma fábrica que vendeu preservativos com defeito de fabricação, onde o latex se rompia com facilidade, terá que pagar pensão para quase duas mil crianças que estão para nascer. No entender da corte de justiça uruguaia, a fabricante dos preservativos é a única responsável pelo nascimento das 2 mil crianças.

A ação foi promovida pelas mulheres que engravidaram usando o tal preservativo, que foi muito mal fabricado. De acordo com uma testemunha, o látex se abria com muita facilidade, bastando um sopro para romper.

G17

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Categorias

Era só o que faltava!!!

Lara, a papagaia-assistente do Blog do Xerife da Cidade, conta que leu no G1 o seguinte: A atriz Gloria Pires vai interpretar a mãe do

Leia Mais