MP investiga serviço de Vigilância Sanitária em Itajá

O Ministério Público, através da Promotoria de Justiça da Comarca de Ipanguaçu, instaurou um Inquérito Civil Público para apurar se os profissionais que prestam serviço de Vigilância Sanitária no município de Itajá são concursados, comissionados ou foram contratados pelo Executivo.

Assinado pelo Promotor de Justiça Mac Lennon Lira dos Santos Leite, o Inquérito dá um prazo de 10 dias para que a Secretaria Municipal de Saúde de Itajá apresente informações sobre o vínculo jurídico de cada profissional.

O mesmo prazo foi dado para a Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária do Rio Grande do Norte (SUVISA), para que apresente o Termo de Compromisso assinado pelo prefeito de Itajá, com o objetivo de implantar uma unidade de Vigilância Sanitária no município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2022
DSTQQSS
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031 
Categorias

Bolsonaro quer metralhar favela

A solução apontada pelo presidenciável Jair Bolsonaro para a criminalidade na Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, é metralhar o local. E quanto aos

Leia Mais

Lula na Papuda

Deu no Cláudio Humberto: Com a “cumpanherada” em cana, após o afano geral do mensalão, a assessoria do ex-presidente, aboletada no Instituto Lula, está à

Leia Mais