Movimento LGBTS prega voto consciente contra a discriminação

LGBT

A menos de um mês do primeiro turno das eleições, o voto consciente foi o tema escolhido para 17ª Parada do Orgulho LGBTS de Brasília, realizada neste domingo (7). “A sociedade tem assistido a gente viver uma série de ataques aos direitos da comunidade LGBT [lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros] especialmente por parte do fundamentalismo, que tem crescido e se organizado cada vez mais no Parlamento, nos espaços de poder. A gente está convocando a comunidade LGBT para votar consciente, para não anular o voto, para olhar bem quem são os candidatos, para ver quem tem compromisso”, explicou Michel Platini, coordenador do evento.

Na pauta de reivindicações do movimento, estão temas como a criminalização da homofobia, casamento civil igualitário, além de campanhas para o enfrentamento da homofobia. “A gente tem que empoderar essa comunidade, para que ela denuncie e, é claro, quando houver violação de seus direitos, que ela não acredite que, se ela assumir sua homossexualidade, não vai ser discriminada ou não vai sofrer ou morrer. Você tem que tirar esse estigma que está posto e você tira isso dando uma visibilidade positiva”, reforça Platini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

A quem interessa?

A quem interessa tirar do Brasil a posição de segundo maior exportador de carne do mundo? É somente uma pergunta. Feita pela blogueira Thaisa Galvão.

Leia Mais