Ministério Público Federal investiga acusações ao Banco do Nordeste

Revoltada com os “lucros irrisórios” do Banco do Nordeste do Brasil em 2011, ao contrário dos congêneres, sua associação de funcionários fez duras críticas à má-gestão da entidade e defendeu que os “culpados por essa sangria” respondam judicial, administrativa e criminalmente. Segundo Rita Josina, que preside a entidade, o Ministério Público Federal investiga “operações de crédito suspeitas de fraude” no BNB.

CGU já apura

A Controladoria Geral da União também apura denúncias graves envolvendo a gestão do Banco do Nordeste, cuja sede é em Fortaleza.

Sem transparência

A associação critica ainda da falta transparência nas contas do banco, que também seria “alvo de denúncias de favorecimento a políticos”.

Lucrinho

Segundo Rita Josina, o lucro do banco, de R$ 314 milhões, foi apenas 0,38% maior que em 2010, bem abaixo do esperado.

Culpa do BC

O BNB alega que, após o escândalo do Panamericano, o Banco Central endureceu as regras, “reduzindo as operações e o lucro”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

Categorias