De postos sem combustível a fábricas paradas: o quinto dia de paralisação

Com a indefinição sobre seu final, a greve de caminhoneiros chega ao quinto dia com consequências em todo o país. Com bloqueios de estradas, a paralisação continua minando o abastecimento de produtos básicos  e causando enormes filas de motoristas em postos de combustíveis. Para esta sexta-feira, a cidade de São Paulo anunciou mais uma retirada do rodízio de automóveis e a suspensão do serviço de coleta de lixo, além de redução da frota de transporte público.

Foram relatadas reduções drásticas nos estoques de combustível, principalmente em cidades na Bahia e escassez completa de combustíveis em municípios do Paraná. No Rio de Janeiro, falta combustível em metade dos postos da cidade e esse número era esperado chegar a 90% na noite de ontem. A falta de combustível já começa também a levar ao cancelamento de voos: as companhias aéreas Azul e Latam ampliaram o número de aeroportos com restrições de operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Por gravidade

É grande o número de Prefeitos do Rio Grande do Norte (RN) que está vindo por gravidade declarando apoio ao Ministro do Desenvolvimento Rogério Marinho

Leia Mais