Dia: 1 de abril de 2010

Lideranças políticas de Areia Branca e Currais Novos confirmam apoio à chapa Carlos Eduardo/Álvaro Dias

Continuando os contatos com lideranças políticas, a chapa do PDT, Carlos Eduardo Alves (governador) e Álvaro Dias (vice), chegou à cidade de Areia Branca.

Carlos e Álvaro receberam a garantia de apoio de Francisco Antonio de Macedo (foto 1), ex-vereador e candidato a prefeito daquele município nas eleições passadas.

Os pré-candidatos também estiveram em Currais Novos, na região Seridó, para firmar compromisso com o presidente do diretório municipal do PT, Ronaldo Gomes (foto 2).

Ezequiel Ferreira indica o novo diretor do DER

Houve a possibilidade de que o deputado federal João Maia, presidente do PR, indicasse o nome do seu sobrinho, Gleidson Maia, para diretor-geral do DER.

O que não aconteceu.

Passado o tempo, outro deputado seridoense indicou o cargo: Ezequiel Ferreira de Souza (PTB) – na foto, de Currais Novos.

O escolhido foi o engenheiro José D’Arimateia Fernandes.

Rosalba concede entrevista a Rádio Rural AM de Caicó

Depois de conceder uma entrevista coletiva a imprensa de Caicó durante café da manhã na residência da suplente de senadora Ivonete Dantas, PMDB, a senadora e pré-candidata ao governo do Estado Rosalba Ciarlini, DEM, concedeu entrevista à Rádio Rural AM.

A entrevista que teve duração de cerca de 40 minutos e foi comandada pelo radialista R. Araújo, o Batata, titular do programa Cidade Alerta, que é levado ao ar, diariamente, a partir das 11 horas da manhã.

Foram convidados para a entrevista este blogueiro e o radialista Rodrigo Matarazzo.

A senadora Rosalba Ciarlini abordou vários aspectos da política do Estado e falou basicamente o que declarou em entrevista coletiva que concedeu ao blog que o leitor confere a seguir.

Foto: Batata entrevistando Rosalba Ciarlini

Senadora Rosalba Ciarlini conversa com o blog sobre política em Caicó. Vale a pena conferir

A senadora esteve no Seridó, nesta quinta-feira (1º), para acompanhar as cerimônias religiosas, além de visitar lideranças políticas, ao lado da sua suplente, Ivonete Dantas (PMDB).

A primeira parada foi em Caicó, onde participou da missa dos Santos Óleos, celebrada pelo bispo diocesano, Dom Manoel Pedreira da Cruz (na foto sendo cumprimentado pela senadora), e demais membros do clero.

Em seguida, concedeu entrevista coletiva à imprensa, durante o café da manhã, e comentou o atual momento político vivido no Rio Grande do Norte.  

Blog: Havia expectativa de que a senhora estivesse acompanhada pelo deputado Vivaldo e do presidente da Assembleia, Robinson Faria. O que aconteceu?

Rosalba: Nada demais. Numa próxima visita ao Seridó pretendemos fazer uma reunião política, convidando os amigos e lideranças ligadas ao deputado Vivaldo. E na Semana Santa não era o momento adequado. Agora, estou visitando pessoas com quem já caminhamos juntos em outros momentos, inclusive que são ligados ao PMDB. E o deputado Vivaldo, que veio para somar nesse projeto de Rosalba e Robinson para o governo do estado, ele nos deixou bem à vontade. Dizendo, inclusive, que deseja contribuir. E vai contribuir, com certeza, com o trabalho que ele tem.       

Blog: Há quem não aceite de bom grado esse apoio de Vivaldo Costa à senadora. Como a senhora vai tentar reverter essa situação ou conciliar esse eleitor insatisfeito?

Rosalba: É natural que haja uma convergência, inclusive, de pessoas que, em campanhas municipais, foram contrários. Isso já está acontecendo. Porque é uma campanha estadual. Não é municipal. E vamos mostrar a todos os nossos apoiadores, ao eleitor de uma maneira geral, porque o meu nome surgiu do povo. Não foi por uma decisão do meu partido. É natural que haja uma aliança mais ampla e que todos entendam que o nosso projeto é de vencermos a eleição, para governar o Rio Grande do Norte.   

Blog: Qual o papel do deputado Vivaldo na sua campanha aqui na região? Ele será o coordenador?

Rosalba: A campanha estadual vai ter coordenadores que possam, de uma maneira geral, estar no nível da [chapa] majoritária. E o deputado Vivaldo, apesar da sua grande experiência, é candidato. E vai estar muito ligado à sua própria eleição. Ele próprio já externou que não é esse o seu desejo. Ele quer ser um colaborador, quer somar, agregar, para ajudar a vencermos a eleição.  

Blog: Ele será o único candidato da senadora, aqui em Caicó?

Rosalba: Nós temos aqui, com certeza, todos os candidatos que forem do Democratas, PMN, PP, PV, PSDB e aqueles do PMDB, ligados ao senador Garibaldi [Filho], fazendo parte da nossa aliança. É difícil dizer que teremos um candidato exclusivo. Aqui na cidade de Caicó, ele é um nome que se impõe pela sua luta e pelo seu trabalho.

Blog: Mas não será o único?

Rosalba: É impossível, como candidata ao governo do estado, apoiada por tantos partidos ter apenas um candidato. Todos serão meus candidatos e ninguém terá tratamento diferenciado. O justo é que, se estamos numa luta, unidos para ganharmos a eleição devemos estar nesse sentimento da vitória.

Blog: Durante o carnaval a senhora visitou o ex-prefeito de Caicó, Roberto Germano (PCdoB), que garantiu apoio à sua candidatura. Pouco dias depois, ele anunciou que votará em Carlos Eduardo Alves (PDT). Como a senhora recebeu esse comportamento?

Rosalba: Não é ele. É o partido dele que pretende fazer uma aliança com o PDT. Eu recebi com naturalidade de quem sabe que o processo democrático não pode ser de um lado só. Respeito Roberto, estive na sua luta para prefeito de Caicó, acreditei e me empenhei. Infelizmente, não foi esse o resultado. Mas respeitamos a decisão majoritária do povo. Houve o lançamento de uma candidatura que está ligada ao partido dele. Há uma fidelidade partidária que, hoje, tem que ser seguida. Mas eu irei bater às portas de todos os eleitores de Roberto Germano pedindo o voto.

Blog: A senhora espera que, mesmo Roberto Germano não estando no seu palanque, deixe chegar ao eleitor dele?

Rosalba: O povo é livre para escolher. Hoje é muito natural que você vote num candidato de uma coligação ou de outra. Quantos votarão, com certeza, em deputados a deputado federal de um partido, estadual de outro. Isso faz parte do processo democrático. E a minha campanha será diretamente com o povo.

Blog: A senhora pretende se afastar do Senado para cuidar da sua campanha?

Rosalba: É muito difícil você fazer uma campanha estadual, que vai exigir uma dedicação muito grande. E, ao mesmo tempo, cumprir com seus compromissos no Senado, já que é necessário estarmos aqui mais presentes.

Blog: Tem data marcada para o afastamento?

Rosalba: Ainda não. A campanha só vai começar depois das convenções.

Blog: No caso de um pedido de licença, quem assumiria a sua vaga?

Rosalba: O primeiro suplente [Garibaldi Alves].

Blog: Existe algum compromisso de Ivonete Dantas (segunda suplente) assumir algum período?

Rosalba: Claro que, numa ausência minha, assume o primeiro. Para a segunda assumir é outra questão que não depende só de mim.

Blog: A senhora esteve presente à posse do novo governador, Iberê Ferreira de Souza (PSB), ao lado de Robinson Faria (PMN), seu candidato a vice e forças políticas adversárias. Fato que não acontecia em vezes anteriores. Mudou a política do estado?   

Rosalba: É uma prova nossa do amadurecimento. Da consciência de que democracia se faz com respeito. Todos nós queremos que o nosso estado tenha dias melhores. Estávamos lá para nos colocarmos à disposição, como senadores e com a responsabilidade que temos.

Blog: Em entrevista polêmica, a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) a criticou dizendo que a senhora viajava mais do que trabalhava. Como recebeu essas críticas?

Rosalba: Eu chego a achar graça, porque parece algo do passado. A memória dela está fraca, talvez ela não tenha tempo de acompanhar o trabalho dos parlamentares do Rio Grande do Norte. Eu espero que ela possa fazer uma revisão na sua memória e conhecer o trabalho que realizei como prefeita e senadora.  

Blog: de zero a dez, que nota a senhora daria ao governo Wilma de Faria?

Rosalba: Ficou muito aquém da expectativa. Quando ela foi eleita, havia a esperança de um governo que fosse realmente marcar. O povo do Rio Grande do Norte ficou decepcionado. A nota não seria boa, mas o povo vai dizer dentro de pouco tempo.

Blog: Até quando se podia divulgar as pesquisas de intenção de voto, a senhora aparecia em primeiro lugar para o governo do estado. Isso será o alvo dos seus adversários?

Rosalba: Pesquisa é o retrato de uma intenção. Até o voto chegar à urna tem um grande caminho. São seis meses. A pesquisa nos dá indicações para o trabalho. Não posso negar que estou na frente. Isso me dá incentivo para trabalhar mais, andando todo o Rio Grande do Norte. Discutindo com a população as suas sugestões de como poderemos melhorar educação, saúde e oportunidade de trabalho e renda.

Blog: Estamos vivendo uma crise de denuncismo na política. A senhora acha que os seus principais adversários, Iberê Ferreira e Carlos Eduardo, usar desse expediente?

Rosalba: Isso para mim tem menor importância. A minha luta já está traçada. Vamos em frente, convocando a todos e procurando multiplicar a nossas força e disposição.

Família do ex-prefeito Manoel Torres proíbe imprensa de fazer imagens suas ao lado de candidatos

A senadora Rosalba Ciarlini (DEM) visitou dois ex-prefeitos de Caicó, nesta quinta-feira (1º), durante sua passagem pelo município: Manoel Torres (PMDB) e Sílvio Santos (DEM).

Na visita a Manoel Torres, que foi sigilosa, Rosalba para desejar uma boa Páscoa ao velho líder político.

A imprensa não teve acesso para registrar o momento.

A família do ex-prefeito proibiu que fossem feitas imagens dele ao lado de qualquer candidato.

Em seguida, Rosalba teve um encontro com o ex-prefeito democrata, médico Sílvio Santos.

Rosalba Ciarlini confirma em Caicó que vai pedir licença do senado

A senadora e pré-candidata ao governo do Estado nas eleições deste ano, Rosalba Ciarlini, DEM, confirmou hoje em Caicó, onde se encontra, que irá se licenciar do seu cargo no senado da República.

– Vou pedir afastamento. Não tem como você conciliar as atividades de uma campanha eleitoral sem deixar o senado. É muito difícil. Ainda não tem data marcada, mas vou pedir licença. Quem assumirá minha vaga deverá ser o 1º suplente Garibaldi Alves, PMDB, pai do senador Garibaldi Alves Filho, PMDB, de “onde eu espero não voltar” , disse a senadora em entrevista ao blog.

Se o senador Garibaldi Alves Filho não se afastar do cargo, pai e filho estarão juntos no senado.

Foto: senadora Rosalba Ciarlini (DEM) durante entrevista a este blogueiro

Da senadora Rosalba Ciarlini em Caicó: Wilma está com a memória fraca! Precisa de uma revisão

– A ex-governadora do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria, PSB, precisa ter ética e respeito. Essa política de radicalismo adotada por ela faz coisa do passado. Ela não está tendo tempo de acompanhar o trabalho dos parlamentares do Estado. Mas, é compreensível. Eu acho que a memória dela está fraca. Precisa ser feita uma revisão. Acho que ela está muito cansada.

A declaração é da senadora e pré-candidata ao governo do Estado Rosalba Ciarlini (DEM) referindo-se a declaração dada por Wilma de Faria de que ela viajava mais do que trabalhava.

Doeu, viu? Memória fraca? Revisão de memória? Tá gagá?

Rosalba se encontra neste momento visitando Caicó. Visitará outras cidades do Seridó.

Rosalba será acompanhada apenas por Ivonete Dantas em visita ao Seridó

Nem Vivaldo Costa (PR). Nem Robinson Faria (PMN).

A senadora Rosalba Ciarlini (DEM), pré-candidata ao governo do estado, será acompanhada apenas por sua suplente, Ivonete Dantas (PMDB), na visita ao Seridó.

A programação inclui as cidades de Caicó, Acari, São José do Seridó e Carnaúba dos Dantas.

Depois de conversa particular com Rosalba, ontem, quarta feira, Robinson combinou um momento posterior para percorrer a região.

Comenta-se que, diante da rejeição de algumas lideranças políticas, Vivaldo também não acompanhará a senadora.

Um dos casos de rivalidade mais acirrada com o Papa-Jerimum é do prefeito de São José do Seridó, Jackson Dantas (PMDB).

Vivaldo quer apoio de José Agripino

O deputado Vivaldo Costa (PR) anunciou em seu programa de rádio, nesta quinta-feira (1º), que mantém o compromisso de apoiar Wilma de Faria (PSB) para o Senado, na primeira opção.

Apesar de afirmar uma “tendência de votar em José Agripino”, Vivaldo afirmou que vai conversar com suas bases para definir a segunda opção para senador.

“Desejo receber o apoio de Agripino em Caicó e nas cidades onde não houver incompatibilidade”, condicionou o Papa-Jerimum para decidir.

Doença da prefeita de Natal pode ser a mesma que tirou a vida do seu pai Carlos Alberto de Souza

Fontes ligadas à prefeita Micarla de Souza, que desde sábado enfrenta exames no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde conseguiu agenda graças à interveniência do senador José Agripino Maia, líder do Dem na sua casa congressual, dizem que ela receberá alta nesta quarta-feira, 31, hoje, podendo retornar logo para Natal, onde estaria pronta para canetar a exoneração de vários auxiliares.

Em Natal, porém, médicos que conversaram com colegas paulistas bem informados sobre a situação der Micarla dizem que nem tudo são estas flores para ela. Micarla poderia estar sofrendo de mal parecido com o que ceifou a vida de seu pai, o saudoso radialista, deputado e senador Carlos Alberto de Souza. Se esta informação se confirmar, terá que enfrentar um tratamento delicadíssimo.

Por Roberto Guedes

Valeu guerreira!!!

“O sentimento que me toma nesta hora é de emoção. Aliás, o que mais me alegra e estimula agora ao falar com vocês é perceber que sou uma pessoa de sentimento na alma e no coração. Deixo o poder com serenidade. Sempre o exerci para servir, jamais para me servir. O poder é passageiro, eterna para mim, sempre será a luta, a minha razão de viver. Conto com o povo. Este é o meu meio de comunicação. Uma comunicação democrática em que eu falo e ouço as pessoas”.

Após o discurso de despedida, a ex-overnadora, Wilma de Faria concedeu entrevista à Inter TV Cabugi.

Confira no vídeo:

Posts Recentes

Posts Recentes

Categorias

Casa Forte mais segura ou não?

Embora os números gerais de segurança pública não estejam uma boa para o Governo Estadual, o trabalho desempenhado através de um grupo de cidadãos, o

Leia Mais