Vice-presidente sugere projeto de iniciativa popular para reforma política

temer reforma

O vice-presidente da República, Michel Temer, defendeu hoje (16), no Rio de Janeiro, que a sociedade apresente um projeto de iniciativa popular para impulsionar a reforma política, que, segundo ele, é inadiável. “Isto [a iniciativa popular] mobiliza o país. Ao mobilizar o país, mobiliza o Poder Legislativo”, declarou, ao citar o projeto Ficha Limpa, de iniciativa popular, como instrumento exitoso de pressão. Temer reiterou que não é adepto de plebiscito, mas sim de referendo popular, após a votação do projeto. Ainda segundo o vice-presidente, a reforma deve incluir regras que impeçam a proliferação de partidos políticos e coligações, que, na sua avaliação, enfraquecem a democracia.

“O Brasil hoje não tem partidos políticos, tem siglas partidárias. Se examinarem nosso programa partidário [PMDB] e o dos 28 demais partidos, são todos iguais. Não há diferença fundamental entre eles”, comentou, durante encontro promovido pelo PMDB na manhã de hoje (16), para debater propostas para uma reforma política. Temer lembrou que, no passado, foram várias tentativas de reforma, mas nunca chegaram ao fim. Ressaltou que o momento atual é propício para uma nova tentativa. “Quando concluímos as eleições, não vi um candidato a cargo majoritário ou proporcional que não dissesse que assim não dá mais. Precisamos modificar o quadro”, salientou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Categorias