TJ divulga balanço sobre pagamento de precatórios

O setor de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte divulgou, nesta segunda-feira, 21, um balanço sobre o pagamento dos precatórios – que são as dívidas pagas pelos entes públicos, no período compreendido entre o mês de junho a dezembro de 2012.

Segundo o gráfico apresentado, envolvendo apenas os pagamentos feitos diretamente pelo TJRN, foram mais de mil credores beneficiados, com 952 processos pagos – já que um credor pode ter mais de um processo, o que totalizou quase R$ 22 milhões em pagamentos.

Já outro gráfico, que envolve os valores que também foram repassados aos TRT’s da 5ª e da 21ª Região, amplia o valor para mais de R$ 27 milhões em pagamentos, com destaque para o mês de dezembro, que registrou mais de R$ 10 milhões em precatórios pagos. Um considerável crescimento, ao se comparar com o mês de junho que pagou o montante de R$ 257 mil.

“É importante entender que o balanço só começou em junho pois, antes disso, o setor estava em investigação, por causa do problema que ocorreu. Então, após o término das investigações, iniciamos o pagamento. Por isso, o volume pago foi baixo”, explica o chefe de conferência de pagamento dos Precatórios e RPV’s do TJRN, Elton Marques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Cabelo vermelho

Para a sindicalista Janeayre Souto a governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra não cumpriu, até agora, nada do que prometeu aos servidores estaduais.

Leia Mais

Sem clima

Os candidatos a presidente da Câmara desaceleraram a agenda depois da morte do ministro Teori Zavascki. Maia cancelou viagens que faria nesta sexta (20). Rogerio

Leia Mais

Batata está ‘estourando’

Amigos do prefeito eleito de Caicó Batata Araújo afirmam que aliados que o ‘inventou’ como candidato a prefeito, pressionam por nomeações. Batata está ‘estourando’.

Leia Mais