Suplicy lamenta punição e diz que não há provas contra petistas

eduardo suplicyO senador Eduardo Suplicy (PT-SP) voltou a defender, nesta quinta-feira (14), regras que assegurem a transparência e a fiscalização da sociedade sobre o financiamento das campanhas eleitorais. Em pronunciamento no plenário, ele reiterou sua disposição de lutar pela aprovação do projeto (PLS 601/2013) que obriga candidatos e partidos a divulgar, antes da eleição, o valor das contribuições recebidas e a identidade dos doadores, para que os eleitores possam saber quem são os financiadores de cada candidatura.

Suplicy referiu-se aos membros do PT condenados na Ação Penal 470, o chamado mensalão, que tiveram suas prisões decretadas na última quarta-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O senador considera que não foram apresentadas provas que justificassem as condenações de José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares e João Paulo Cunha, mas ponderou que o episódio exige uma reflexão profunda sobre o modelo de financiamento das campanhas eleitorais no País. “Nós do PT precisamos muito refletir sobre como prevenir, como evitar, se houve erros de procedimentos vamos justamente evitar isso”, defendeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

O ‘recado’ de Henrique Alves

O ex-presidiário e e ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves está mandado recado através de um meio de comunicação que AINDA tem controle contra o

Leia Mais