Sobre redução em 10,74% no orçamento, Tribunal de Justiça do RN diz que vai esperar decisão de mérito

A Tribuna do Norte destaca que o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte manifestou, por intermédio da assessoria de imprensa, que vê com “naturalidade” a decisão de ontem do Supremo Tribunal Federal. Mas lembrou, contudo, que esta não é uma decisão definitiva e que vai aguardar o julgamento do mérito.

Em um artigo publicano na edição de terça-feira (9), na TRIBUNA DO NORTE, o presidente do TJ/RN, desembargador Aderson Silvino, enfatizou que a Justiça estadual “não pode ser apresentada como motivadora do desequilíbrio financeiro no qual o Executivo afirma ter-se mergulhado o Estado”. “O orçamento do Tribunal de Justiça do RN serve à manutenção de 65 Comarcas distribuídas por todas as regiões geográficas do estado, e de 223 Varas, e ao pagamento dos salários de quase 4 mil servidores que trabalham diuturnamente na prestação jurisdicional”, ressaltou ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

O novo vizinho de Lula

Bombou o meme mostrando que o ex-PM assassino de Marielle está de mudança: antes vizinho de Jair Bolsonaro, agora será do presidiário Lula.

Leia Mais