Robinson Faria: “Sinto-me muito honrado com essa sinalização do PMDB”

robinson TN

O vice-governador Robinson Faria disse ontem, durante entrevista ao “Jornal das Seis”, da FM 96, que o que vale no político é o cumprimento da palavra, a credibilidade e o comprometimento, e não o partido. Ele se disse “honrado” com a sinalização de que o PMDB poderia lançá-lo a governador, em caso de ele se filiar ao partido, entretanto, acaba de formar o PSD no Estado. Robinson, porém, não descartou de todo esta possibilidade, podendo se concretizar havendo uma sinalização mais concreta por parte dos peemedebistas.

“Política se faz com confiança. O fato de estar filiado ao PMDB, não significa dizer que, se for eleito, será bom governador para o PMDB. O que vale é o cumprimento da palavra, a credibilidade, o comprometimento da pessoa. Não importa o seu partido. Se o PMDB tiver uma parceria com o meu partido, o PSD, é lógico que iremos reconhecer nessa parceria a importância que será fundamental do apoio do PMDB. A vida é feita disso, de credibilidade, de cumprir a palavra, de parceria. A legenda não significa o cumprimento da palavra”, disse o vice-governador, ao ser abordado sobre a possibilidade de se filiar ao PMDB.

Robinson se disse “muito honrado” com a sinalização. “Me sinto muito honrado com essa sinalização”, afirmou, deixando em aberto, mas sobretudo demonstrando surpresa com a proposta. Robinson comanda um partido importante no Estado, com 22 prefeitos, 19 vice-prefeitos e dezenas de vereadores. No entanto, a determinação de assumir o desafio de governar o Estado o faz pensar nas mais diversas possibilidades de aliança política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Delirei e gozei, viu Lula?

Que coisa boa! Foi um delírio para os meus olhos! Delirei e gozei. A vaia que Lula levou na abertura dos jogos Pan-Americanos foi espetacular.

Leia Mais