Publicada portaria que redefine as diretrizes de implantação dos centros de parto normal

gravidasFoi publicada Portaria 11/2015 que redefine as diretrizes de implantação do Centro de Parto Normal (CPN) no Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é valorizar o procedimento tanto na rede pública quanto privada para que, assim, haja redução no número de cesáreas no Brasil. Os Municípios devem ficar atentos para os requisitos de pactuação. Segundo dados publicados pelo Ministério da Saúde, a saúde suplementar – que abriga os hospitais particulares – é responsável por 84% dos partos cesáreos. Já na rede pública, esse percentual cai para 40% dos casos.

Os especialistas alertam que a cesariana, quando não indicada pelo médico, pode causar riscos desnecessários à saúde da mulher e do bebê. Além de aumentar em 120 vezes a probabilidade de problemas respiratórios para o recém-nascido, o procedimento triplica o risco de morte da mãe. Ainda de acordo com informações do Ministério, aproximadamente 25% dos óbitos neonatais e 16% dos óbitos infantis no Brasil estão relacionados à prematuridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Rosalba segue hoje para Brasília

08h00 às 12h00 – Local: Governadoria, Centro Administrativo do Estado. Despachos Administrativos Despachos Administrativos.  14h00 – Local: Natal, RN Viagem Embarque para Brasília

Leia Mais