PSD é acusado de trocar cesta básica por assinatura

A distribuição de cestas básicas no interior de Tocantins serviu para engrossar a lista de assinaturas que o PSD precisa para obter o seu registro. As assinaturas foram colhidas sem o consentimento dos eleitores durante a distribuição dos alimentos em São Salvador do Tocantins, a 420 km de Palmas. As cestas foram entregues a dezenas de moradores em maio e diversos deles ouvidos pela reportagem manifestaram desconhecimento e indignação com o fato de terem sido usados pela legenda em formação.

O advogado do PSD, Admar Gonzaga, nega envolvimento com a fraude. O vereador Washington Milhomem (PR), conhecido como Pezão, foi quem comandou o processo. Parte das cestas básicas foi entregue na casa de um irmão dele, Willian, e outras, distribuídas por aliados. A entrega aconteceu em maio, quando o processo de coleta das assinaturas ainda estava no início.

Uma resposta

  1. ISTO É APENAS UMA GOTA D’AGUA NO OCEANO DAS IRREGULARIDADES E FALCATRUAS DESTE PARTIDO.A JUSTIÇA DEVE POR OBRIGAÇÃO E MORALIDADE NEGAR ESTA CRIAÇÃO DESTE PARTIDO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias