Presidente do Solidariedade entra para a lista vermelha da Interpol

O presidente do Solidariedade e ex-Pros, entrou na lista vermelha da Interpol após ser considerado foragido pela Polícia Federal. Nessa quarta-feira (12/6), ele não foi encontrado em sua residência e nem no aeroporto de Brasília, onde tinha uma viagem marcada para São Paulo.

Há um mandado de prisão expedido contra ele no âmbito da operação Fundo do Poço, que investiga uma organização cr1minosa responsável por desviar e se apropriar de recursos do fundo partidário nas eleições de 2022.

Eurípedes estava com uma viagem marcada para São Paulo. A viagem tinha como objetivo uma reunião com outros dirigentes do partido, como apurou o jornalista Igor Gadelha. O presidente alegou que não poderia participar porque estaria doente.

A investigação apurou que a organização cr1minosa havia desviado R$ 36 milhões do fundo eleitoral. A PF deve ouvir alguns depoimentos no sábado (15/6).

A PF cumpriu seis de sete mandados de prisão durante a Operação Fundo do Poço, nessa quarta, sendo o principal o alvo justamente Eurípedes Júnior.

A PF informou que teve indícios da existência de uma organização criminosa “estruturalmente ordenada”, com a análise de Relatórios de Inteligência Financeira e da prestações de contas de supostos candidatos.

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias