Presidente da Faern volta a alertar para perda econômica reflexo dos quatro anos de seca

vieria

Com as comemorações do Dia do Agricultor, comemorado nesta terça-feira (28 de julho), o presidente do sistema Faern-Senar, José Vieira, voltou a externar a preocupação dele com a perda econômica do setor devido aos quatro anos de seca e o consequente processo de empobrecimento no campo com a deterioração dos ativos dos produtores rurais.

Vieira, que também é presidente da Comissão Nordeste da Confederação Nacional da Agricultura do Brasil (CNA), lembrou que a falta de uma efetiva política de apoio à classe média rural está retirando da economia potiguar e nordestina, onde predomina o semiárido, uma importante fonte de receita e emprego.

“No momento em que o país passa por um rigoroso ajuste fiscal, é fundamental que medidas de caráter emergencial tragam os pequenos agricultores de volta para a atividade produtiva”, afirmou Vieira.

A favor da instalação de um gatilho que dispare automaticamente medidas de proteção ao agricultor toda vez que se instalar uma calamidade climática – como é o caso agora da seca de quatro anos -, Vieira considera fundamental um aceno por parte das autoridades nesta terça-feira para demonstrar que o recado foi entendido.

Política em Foco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  
Categorias