Prefeito que disse “morra quem morrer” é cassado

A Justiça de Itabuna, na Bahia, determinou a extinção do mandato do prefeito Fernando Gomes (PTC) e a suspensão de seus direitos políticos por três anos a partir de novembro de 2019.

O prefeito foi condenado por improbidade administrativa após a prefeitura contratar dois servidores sem concurso nem seleção pública.

No começo de julho, Fernando Gomes causou polêmica ao dizer que autorizaria a reabertura do comércio do município baiano em meio à pandemia “morra quem morrer”. (clique aqui)

O Antagonista

Uma resposta

  1. Se essa moda pega, a Assembléia Legislativa e a Câmara Municipal vão ficar sem parlamentares. É o óbvio ululante que o Judiciário e o MP fingem desconhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

A fachada de Lulinha

Marco Aurélio Vitale, ex-diretor comercial do grupo empresarial de Jonas Suassuna, disse à Folha que empresas foram usadas como fachada para receber recursos da Oi

Leia Mais