Polícia faz a primeira prisão por compra de voto no RN

Deu em Eliana Lima

A Polícia Militar prendeu uma servidora do município de Extremoz que foi flagrada quando condicionava a prestação de determinado serviço ao voto para reeleger o prefeito Klaus Rêgo (PMDB).

Trata-se de uma funcionária do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

Foi conduzida pelos PMs à sede da Polícia Federal em Natal, onde o delegado plantonista lavrou o flagrante, que será encaminhado ao Juízo Eleitoral da 6ª Zona, em Ceará Mirim.

A compra ou venda de voto é crime previsto no Artigo 299 do Código Eleitoral (Lei 4.737/1965) e pode resultar em reclusão de até quatro anos e pagamento de multa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias