Polícia diz acreditar em execução “profissional” e cria força-tarefa para investigar morte de jornalista no MA

Em meio às dúvidas que pairam sobre a morte do jornalista Décio Sá, ocorrida na noite desta segunda-feira (23), num bar da orla de São Luís, a polícia do Maranhão tem pelo menos uma certeza: os assassinos agiram de maneira planejada e “profissional”. Um grupo especial, com os policiais considerados mais experientes, já foi designado para investigar o crime.

Décio Sá trabalhava no jornal “O Estado do Maranhão” –pertencente à família Sarney– e escrevia em um blog famoso por informações de bastidores da política no Maranhão. Ele também trabalhou no jornal “O Imparcial” e chegou a ser correspondente da “Folha de S.Paulo” no final dos anos 90. O jornalista deixa mulher e um filho de 8 anos.

“Sem dúvida foi uma ação de profissionais, planejada e executada, mas que deixou rastros. Nós criamos uma força-tarefa, que está desde a madrugada colhendo indícios desse crime. Essas primeiras 24 horas são muito importantes nesse processo investigativo”, disse o secretário de Segurança Pública, Aluisio Mendes, em entrevista à Globo News.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Categorias