PEC veda a ocupação de chefia do Executivo por réus em processo penal

Aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 5/2017, que veda a ocupação do cargo de chefe do poder Executivo, em todos os níveis federativos, por réus em processo penal. A proposta, que altera o artigo 2º da Constituição, é de autoria do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES).

O senador argumenta, na justificativa de sua proposta, que é “incompatível com o modelo republicano que as funções de chefia de poder, em todos os níveis federativos, sejam exercidas por quem esteja na condição de réu em processo penal”. De acordo com a PEC, a ocorrência antes da investidura implicará a proibição absoluta de acesso ao cargo. Se posterior, imporá o afastamento no prazo máximo de 48 horas, sob pena de nulidade de todos os atos praticados. A vedação estabelecida pela proposta cessará quando houver decisão judicial definitiva de absolvição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Vem aí a CPI das privatizações

O deputado Delegado Protógenes (PCdoB-SP), que está recolhendo as assinaturas de deputados para a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) a fim de

Leia Mais

Inep admite erro em redações

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela realização do Enem, assumiu em um recurso encaminhado à Justiça Federal em São Paulo

Leia Mais