Para Felipe Maia, Brasil vive “governo da insegurança”

felipe insegurança

O governo Dilma Rousseff é o governo da insegurança, segundo o deputado federal Felipe Maia (DEM). Em discurso no plenário da Câmara, nesta quinta-feira (11), o parlamentar levantou as inverdades ditas por parlamentares da base governista e a má administração do governo federal.

O deputado afirmou que o setor produtivo não se sente motivado a investir no país, pois o governo altera as formas de contrato e renovação das concessões, resultando em insegurança jurídica. “A privatização da BR-040, que liga o Distrito Federal ao Rio de Janeiro, por exemplo, ficou deserta. Então surge o questionamento: por que as concessões não despertaram o interesse dos grupos empresariais? A resposta é objetiva: porque o governo do PT quebra a todo o momento as regras do jogo”, disse.

A insegurança fiscal, que tem a mudança do superávit primário, o PLN 36/14, como maior exemplo, também foi abordada por Felipe Maia. De acordo com o parlamentar, o governo federal estabeleceu um superávit de R$ 116 bilhões, mas chegou a setembro com um déficit de R$ 15 bilhões. “Pela primeira vez se viu um resultado positivo-negativo. Eu não conhecia até semana passada essa figura fiscal, o superávit deficitário. Resultado de uma má gestão das contas públicas”, afirmou.

2 respostas

  1. O DEM ainda existe. Felipe Maia procura esquecer: a invasão do painel do Parlamento, feito por ACM e Ze Aruda (DEM); os roubos envolvendo Carlos Cachoeira e o senador Demóstenes Torres do DEM; o mensalão do DEM, controlado por Zé Arruda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Pelé volta ao hospital

Pelé voltou ao hospital Albert Einstein, na zona sul de São Paulo. O Rei do Futebol foi fazer uma consulta de rotina, mas foi detectada

Leia Mais