Oxford vai estudar se é possível combinar vacinas diferentes no mesmo paciente

vacina teste 2 1 868x644 1 Oxford vai estudar se é possível combinar vacinas diferentes no mesmo paciente

A Universidade de Oxford anunciou que vai fazer um estudo para verificar se é possível combinar duas vacinas diferentes contra a covid-19 no mesmo paciente.

Será o 1º estudo com essa finalidade no mundo. Analisará os efeitos combinados da vacina da Pfizer/BioNTech e da Astrazeneca/Oxford em 820 voluntários com mais de 50 anos.

A Oxford também vai testar duas opções de intervalo entre as duas doses necessárias. Na 1ª opção, haverá um intervalo de 4 semanas e, na 2ª, de 12 semanas, opção escolhida pelas autoridades britânicas para alcançar mais pessoas na campanha de vacinação.

Se o estudo mostrar eficácia em proteger o paciente contra a covid-19, haverá mais flexibilidade na vacinação. Isso poderá ajudar a mitigar os efeitos da falta de oferta de doses em alguns países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Xô!

É lero! Henrique Eduardo Alves está se metendo na campanha política de todos os municípios do RN onde o MDB tem candidato. Não se manifesta

Leia Mais

Parece mais não é!

No Palácio do Planalto há quem considere que a oposição ao governo assumida pelo senador Renan Calheiros pode não ser tão ruim como parece. Com

Leia Mais

Ney não pode, Sueldo assume

Diante dos últimos fatos do conhecimento público, que resultaram no afastamento do Vereador Raniere Barbosa da presidência da Câmara Municipal de Natal e como Primeiro

Leia Mais