Oxford vai estudar se é possível combinar vacinas diferentes no mesmo paciente

A Universidade de Oxford anunciou que vai fazer um estudo para verificar se é possível combinar duas vacinas diferentes contra a covid-19 no mesmo paciente.

Será o 1º estudo com essa finalidade no mundo. Analisará os efeitos combinados da vacina da Pfizer/BioNTech e da Astrazeneca/Oxford em 820 voluntários com mais de 50 anos.

A Oxford também vai testar duas opções de intervalo entre as duas doses necessárias. Na 1ª opção, haverá um intervalo de 4 semanas e, na 2ª, de 12 semanas, opção escolhida pelas autoridades britânicas para alcançar mais pessoas na campanha de vacinação.

Se o estudo mostrar eficácia em proteger o paciente contra a covid-19, haverá mais flexibilidade na vacinação. Isso poderá ajudar a mitigar os efeitos da falta de oferta de doses em alguns países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias