O deputado federal, João Maia, defende tese nova para as próximas eleições municipais

Se a tese defendida pelo deputado federal, João Maia, PR, de que nas próximas eleições municipais para prefeito de Natal, o agrupamento político liderado pela governadora do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria, puder apresentar um ou mais candidatos pertencentes ao mesmo sistema, chegar a outros municípios, o negócio vai feder.

Se a moda pegar, em Caicó, pelo mesmo sistema político, embora por partidos diferentes, poderia sair dois ou mais candidatos. São pré-candidatos a prefeito da cidade, declaradamente, o atual prefeito Bibi Costa e o ex-prefeito Roberto Germano. O nome do presidente da câmara municipal, Nildson Dantas, também é lembrado.

Indagado se poderia sair candidato, Nildson perguntou: Quem não deseja ser prefeito de Caicó?

Em Jardim de Piranhas, o sistema político controlado pelo deputado federal João Maia, também poderia apresentar dois ou mais candidatos por partidos diferentes. Rodney Maia, sobrinho de João Maia, e a ex-prefeita Josidete Maia, sua cunhada, querem disputar a prefeitura.

Ora, a tese de João Maia só serve para Natal?

3 respostas

  1. Caro Robson, na matéria de ontem do Diário de Natal você pode ver que na entrevista o Deputado defendeu o lançamento de mais de uma candidatura apenas na capital onde a eleição é em dois turnos. O que ele disse foi que no primeiro turno,caso houvesse mais de um pretendente, as andidaturas seriam lançadas e no segundo turno quem chegasse contaria com o apoio dos demais. Aqui em Jardim e em Caicó não há a possibilidade devido a eleição ser em apenas um turno.

  2. Caro Robson Natal tem a peculiaridade de ser a única cidade do RN que tem segundo turno. Portanto, a união de forças pode esperar. Quem for mais bem colocado agrupa todo o sistema de apoio. A Divisão nas cidades sem segundo turno é mortal porque pode conduzir diretamente a derrota. Seu BLOG tá cada vez melhor. Parabéns. Abraço. João maia

  3. Caro robson, vc especificicou mto bem com a competencia que o envolve sobre a duvida ”Ora, a tese de João Maia só serve para Natal?”.
    Mas temos que concordar que o cenario politico jardinense é totalmente diferente do natalense, em qse tds os sentidos.
    o primeiro e o principal é que se houver divisao certamente nao havera vitoria. Sem sombra de duvida!
    No caso de natal uma divisao de um lado por exemplo colocando de 1 lado rogerio d outro micarla de souza ambos do lado da governadora contra o mais provavel candidato luiz almir havera grande chances d alcançar o objetivo maior que é vitoria. ou caso que nao e provavelmente nao havera vitoria no primeiro turno uma aliança no segundo turno certamente levara a este objetivo.
    ja em jardim de piranhas uma quebra de 1 sistema politico que ja vem certo ja vem unificado, a historia comprava que terminara com a derrota. basta lembrar quando houve uma quebra entre josidete e o saudoso Dr nivaldo borges quem ganhou? Jose henrique.
    por tanto devera e havera que ter uma chapa unificada. no caso de duvidas faça uma coisa simples junte os possiveis candidatos e proponha uma pesquisa. quem ganhar o outro tera q aceitar e apoiar. basta haver 1 pouco d cortesia e mentalidade politica de quem esta disposto e tem condiçao d concorrer.
    grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias

Batata com a cabeça na guilhotina

Não existe cabo eleitoral mais forte do que os servidores municipais. Esse atraso nos salários dos servidores da prefeitura municipal de Caicó (em vários setores)

Leia Mais