Natal perde obra de mobilidade para Copa de 2014

Roberto%20Freire%20 %2009 Natal perde obra de mobilidade para Copa de 2014

Depois de São Paulo e Manaus ficarem oficialmente sem nenhuma obra de mobilidade urbana para a Copa do Mundo de 2014, agora Natal e Curitiba também perderam projetos na área. É o que revela a revisão da Matriz de Responsabilidades, documento firmado por União, Estados e cidades-sede que traz as obras que devem ser executadas para o torneio, publicada nesta quarta-feira (26) no Diário Oficial da União.

Em Natal, foi retirado da Matriz a reestruturação da Avenida Engenheiro Roberto Freire. A obra, de R$ 221 milhões, tinha previsão para ficar pronta em Maio de 2014. De acordo com o último relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) sobre o andamento das obras para o Mundial, divulgado em novembro, o trabalho ainda não começou. A cidade ainda conta com três projetos na área previstos para ficarem prontos até o início da Copa de 2014.

As retiradas foram feitas a pedido dos governos estaduais, responsáveis pela execução das obras em parceria com as prefeituras. A exclusão é uma manobra para as obras não perderem financiamento da União.

A Matriz de Responsabilidades prevê que apenas recebam os recursos de financiamentos da União, provenientes de uma linha de crédito especial da Caixa Econômica Federal, obras prontas até o início do Mundial. Com a retirada da Matriz, os governos podem pedir outra linha de financiamento ao Ministério do Planejamento. De acordo com a pasta, as obras, assim que retiradas da Matriz oficialmente, podem ser financiada com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Mobilidade ou outro programa.

Do blogue de Marcelo Abdon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

Comunicadores na política

O ex-deputado estadual Gilson Moura foi condenado a 30 anos, 2 meses e 28 dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e peculato. Parece

Leia Mais