Morre criminalista René Dotti, advogado da Petrobras na Lava Jato

professor rene DOTTI ADVOCACIA 868x644 1 Morre criminalista René Dotti, advogado da Petrobras na Lava Jato

O advogado René Dotti, um dos mais importantes criminalistas do Brasil, morreu nesta quinta-feira (11), aos 86 anos, em Curitiba, sua cidade natal. Segundo o escritório de advocacia da família, ele morreu em casa após passar mal e ter uma parada cardíaca.

Durante sua carreira, Dotti trabalhou em diversos casos envolvendo a defesa dos direitos humanos e da liberdade de expressão. Durante a ditadura militar, defendeu pessoas perseguidas e chegou a ser monitorados pelo Dops (Departamento de Ordem Política e Social), órgão repressor da ditadura.

Na época da redemocratização, Dotti participou ativamente da luta pelos direitos de jornalistas, sindicalistas, professores e estudantes. Na década de 1980, chegou a ser secretário estadual de Cultura do Paraná.

Em 1990, o advogado foi coautor do pedido de impeachment do presidente Fernando Collor de Mello. Também participou de muitos casos de repercussão nacional, como o caso do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho, condenado por duplo homicídio. Atuava na Lava Jato como assistente de acusação pela Petrobras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias