Ministério da Saúde fecha contrato com Butantan para compra de 54 milhões de doses da CoronaVac

vacina azul linda Ministério da Saúde fecha contrato com Butantan para compra de 54 milhões de doses da CoronaVac

247 – O Ministério da Saúde informou que assinou com o Instituto Butantan na noite desta segunda-feira (15) um contrato para a aquisição de mais 54 milhões de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac contra a Covid-19.

Desde o fim de janeiro, segundo o jornal O Globo, o Butantan vem pressionando a pasta para assinar o contrato, alertando que, caso o acordo não fosse feito, as doses seriam disponibilizadas a outros compradores.

Com o novo lote adquirido, o Brasil terá à disposição 100 milhões de doses da CoronaVac até setembro, diz o ministério. A pasta, no entanto, não disse quando as novas doses serão enviadas aos estados para a aplicação.

Em fevereiro, 9,3 milhões de doses da CoronaVac e 4 milhões de doses da Fiocruz/Astrazeneca serão entregues.

“Enviamos o contrato à Fundação (Butantan) na quinta-feira passada e trabalhamos no ministério todo o final de semana, e sem feriado também, esperando o contrato assinado”, diz nota do secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco.

“O Ministério da Saúde deverá assinar nos próximos dias contratos de compra com a União Química, que deverá entregar 10 milhões de doses da vacina Sputnik V, entre março e maio, e com a Precisa Medicamentos, que poderá trazer no mesmo período ao país mais 30 milhões de doses da Covaxin”, acrescenta o ministério.

Os imunizantes Sputnik V e Covaxin ainda não têm autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Conversa pro boi dormir

A Agência do Senado Informa: Candidatos à presidência da República, aos governos estaduais e às prefeituras deverão registrar seus planos de governo na Justiça Eleitoral

Leia Mais

Greve novamente na UERN?

Os professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) decidirão na próxima sexta-feira, 1, se iniciam ou não um movimento grevista. A

Leia Mais