Lula avalia que Dilma não está sendo hábil na relação com o PMDB

lula dilma reuniao

Folha de São Paulo – A insatisfação do PMDB com o PT e o Palácio do Planalto, até então restrita ao grupo de deputados federais, chegou aos senadores e foi um dos temas discutidos ontem, em Brasília, entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Maior aliado do PT na coalizão dilmista, o PMDB tem ensaiado uma rebelião no Congresso e lidera a criação de um bloco “independente” de oito partidos na Câmara.

“Onde tem PT e PMDB, a presidente fica de um lado só [do PT]. Esse é um dos problemas. Os bombeiros terão que entrar em campo para apagar esse incêndio. O racha do partido é por causa do governo”, disse o presidente do PMDB, o senador Valdir Raupp (RO). Os principais focos de tensão estão nas montagens das candidaturas aos governos estaduais.

Segundo interlocutores de Lula, o ex-presidente avalia que Dilma não está sendo hábil na relação com o PMDB. Ela precisaria fazer acenos para evitar o risco de perder o tempo de TV dos peemedebistas no programa eleitoral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Categorias