Janot diz que delação é ‘muito maior’ que áudio

IMG_3741

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, escreveu artigo para o portal UOL no qual defende o acordo firmado com os empresários do Grupo J&F, comandado por Joesley Batista. No texto, Janot aponta que delação é “muito maior que os áudios questionados”, justifica a concessão de imunidade penal aos delatores – que não serão denunciados pelos crimes que revelaram no acordo – e diz estar “convicto” de que tomou a decisão correta.

É a primeira manifestação de Janot à imprensa após a vinda à tona da celebração do acordo com os irmãos Joesley e Wesley Batista e outros executivos do grupo.

Ao dizer ter sido procurado pelos irmãos Batista no início de abril, Janot ressalta que os empresários entregaram crimes graves em andamento. “Trouxeram eles indícios consistentes de crimes em andamento – vou repetir: crimes graves em execução -, praticados em tese por um senador da República e por um deputado federal”, escreve Janot, sem citar os nomes do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do deputado Rocha Loures (PMDB-PR), implicados na delação e flagrados em gravações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Estresse não provoca úlcera

A revista Super Interessante publicou matéria em que diz ser equívoco atribuir ao estresse o desenvolvimento de uma úlcera é um tremendo equívoco. Segundo o

Leia Mais

Estão nos planos

Um fonte de Coturno Alto confidenciou pro blogue do ‘Xerife’: Três situações que estão nos planos do ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante Jaime Calado e

Leia Mais

Afinando o piano

O prefeito de Natal Álvaro Dias tentou ‘afinar o piano‘ ontem em Mossoró entre a prefeita Rosalba Ciarlini e o pré-candidato a governador Carlos Eduardo

Leia Mais