Investimentos da Defesa foram os mais afetados pelo ajuste fiscal

defesa

Com o orçamento engessado pelas despesas obrigatórias, obras e compras de equipamentos foram o principal alvo do ajuste fiscal em 2015. No total, 26 órgãos superiores sofreram retração nos investimentos em 2015. No entanto, o mais afetado foi o Ministério da Defesa.

Enquanto os investimentos em geral caíram 37%, a Pasta passou a média e diminuiu as aplicações em quase 46%. Conforme levantamento do Contas Abertas, com valores atualizados pelo IPCA do período, o Ministério da Defesa aplicou R$ 5,7 bilhões a menos em 2015 do que em 2014. Dessa forma, as aplicações passaram de R$ 12,5 bilhões para R$ 6,8 bilhões de um ano para o outro.

De acordo com o Ministério da Defesa, foi realizado trabalho de replanejamento de gastos, com a finalidade de adequar as atividades à disponibilidade orçamentária. O ministério intensificou o processo de melhoria de gestão, priorizando os contratos e compromissos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias

Mais uma semana para Lula

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), atendeu ao pedido do Partido Ecológico Nacional (PEN) e suspendeu por cinco dias a tramitação

Leia Mais

Pesquisa XP: tudo igual

Em dezembro, a pesquisa da XP sobre Jair Bolsonaro repetiu os resultados de novembro: 39% de ruim ou péssimo e 35% de ótimo ou bom.

Leia Mais

Boiando!

Essa foi muito engraçada! Conta o advogado caicoense, Revil Alves, PHS, que procurou o deputado estadual Vivaldo Costa, PR, com a proposta de fazer uma

Leia Mais