Insanidade mental

bonas caricatura 4 Insanidade mental

Da deputada federal Natália Bonavides nas suas Redes Sociais em mais uma momento de insanidade mental:

Bolsonaro liberou a compra de vacina pela iniciativa PRIVADA. Isso mesmo, faltando vacina até para terminar de vacinar os grupos prioritários, o governo quer entregar para o mercado. Essa é a estratégia genocida! As vacinas disponíveis devem ser adquiridas pelo governo para o SUS”.

VEJA:

ela diz Insanidade mental

Do blogue do Xerife: essa é completamente inútil.

Primeiro, a informação dela não AINDA não está comprovada.

Segundo, se a iniciativa PRIVADA adquirir as vacinas livrará AQUELE (A)- que pode adquirir (comprar)- e sair da fila do SUS dando lugar AQUELE (A) outra pessoa que não tem condições.

Terceiro, Bolsonaro tem juízo. Não pensa como petista. Isso pode ocorrer, mas, somente se as empresas PRIVADAS doarem a metade da quantidade comprada ao SUS. Inda vai depender de uma série de exigências, também.

Em nota, a AstraZeneca informou que, por ora, não tem condições de vender doses para o setor privado.

“No momento, todas as doses da vacina estão disponíveis por meio de acordos firmados com governos e organizações multilaterais ao redor do mundo, incluindo da Covax Facility [consórcio coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)], não sendo possível disponibilizar vacinas para o mercado privado”, disse a farmacêutica.

Quarto, deixa de fazer balbúrdia, INSATISFEITA! INSACIÁVEL!

Quinto, quando pior, melhor para esse povo. NANM!

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Rafael e Zenaide votam contra

Da bancada federal do Rio Grande do Norte, somente os deputados Rafael Mota e Zenaide Maia votaram contra a criação do fundo público de campanhas

Leia Mais

O calendário do PMDB

O PMDB do Rio Grande do Norte terá um calendário muito particular em 2014. Obvio que a legenda seguirá as mesmas datas preconizadas pela Justiça

Leia Mais