Florânia: Ministério Público recomenda retomada de obras em escola

A promotoria de Justiça de Florânia ajuizou Ação Civil Pública contra o estado do Rio Grande do Norte devido ao atraso nas obras de reforma e ampliação da Escola Estadual Teônia Amaral, e ainda pelo o acúmulo de entulhos, gerado pela obra, que causa problemas de escoamento de água e infiltrações nos imóveis vizinhos.

 Conforme apurado pela Promotoria de Justiça, a empresa Gaspar Construção e Serviços LTDA (GASCON) é a responsável pela reforma e ampliação da escola orçada em R$ 820.304,51 e o prazo de conclusão estaria previsto para junho/2012.

Entretanto, a diretora afirmou que as obras da escola estão paralisadas e a conclusão da reforma depende de liberação de recursos financeiros. Além disso,  a creche onde funciona metade das turmas também passará por reformas, e cerca de 150 alunos poderão ficar sem estudar.

O promotor da Comarca, Tiago Neves Câmara, expediu recomendação à secretaria estadual de Educação, para que esta concluísse, com urgência, as obras do prédio da Escola Estadual Teônia Amaral e ainda providenciasse a  acomodação dos alunos em instalações adequadas e a reposição das aulas perdidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

dezembro 2022
DSTQQSS
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias