Fiocruz substitui 90% de Aedes aegypti por espécie modificada em projeto-piloto

O projeto Eliminar a Dengue: Desafio Brasil, conduzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), conseguiu chegar a 90% de sucesso na substituição de mosquitos Aedes aegypti comuns por outros que não conseguem transmitir dengue, zika e chikungunya.

O projeto-piloto, que faz parte do programa internacional Eliminate Dengue: Our Challenge, liberou mosquitos infectados com a bactéria Wolbachia na localidade Ponto Final, no bairro de Jurujuba, em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A bactéria é natural e existe em outros insetos, e no Aedes aegypti tem a capacidade de impedir a transmissão das doenças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

julho 2022
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias