Femurn e Undime recomendam volta das aulas em formato híbrido no RN

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) e a União dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado (Undime-RN) recomendam a volta das aulas nas cidades potiguares em formato híbrido. Além disso, as instituições solicitam celeridade das autoridades para que as escolas tenham condições de aplicar os protocolos de biossegurança. O assunto foi pauta de reunião nesta terça-feira (02) entre o presidente da Femurn, Babá Pereira, e o presidente da Undime, Alexandre Soares.

No encontro, foram discutidas estratégias para a retomada das atividades escolares. Segundo a Undime, dos 167 municípios potiguares, 8 retornaram as atividades no formato híbrido, 62 apenas de forma remota e outras 97 devem iniciar o ano letivo em uma das duas formas até abril deste ano. Segundo o órgão, a celeridade na adoção dos protocolos que permitirão a volta das aulas é fundamental para evitar uma evasão escolar ainda maior do que a já registrada, garantindo o retorno gradual e seguro das atividades escolares.

Segundo Alexandre, “os estudantes estão há muito tempo longe do ambiente escolar; e é a escola o lugar onde o processo de ensino-aprendizagem consegue ser mais harmônico, e menos desigual. Além disso, com o fim do auxílio emergencial muitas crianças estão desassistidas”.

Babá garantiu diálogo com os municípios potiguares com o objetivo de debater o retorno das aulas com condições sanitárias. O presidente da Femurn enfatizou ainda a importância da atividade escolar para a recuperação econômica e, também, no sentido social, já que muitos jovens estão sendo prejudicados com a falta de um ensino de qualidade.

“Este é um debate de extrema importância para a nossa sociedade. Nossas crianças e jovens não podem mais ficar sem aula. Os municípios precisam buscar as condições necessárias para a retomada do ensino enquanto, de forma que garanta também a segurança sanitária para os alunos e professores. A Femurn está a disposição para orientar e trabalhar junto das Prefeituras neste sentido”, disse Babá.

O encontro entre as instituições foi encerrado com a discussão sobre o acordo feito com a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer sobre o Programa Estadual de Transporte Escolar (PETERN). O presidente da Undime/RN informou que o regime de colaboração entre estado e municípios avançou bastante, e possibilitou um aumento de 6% no custo do transporte escolar. Antes, a contrapartida do estado era de R$ 3,00 por aluno, esse ano com reajuste, o valor chegou a R$ 3,70.

Participaram da reunião ainda a secretária executiva da Undime-RN, Euba Reis, a Dirigente Municipal de Educação de São Tomé, Ana Edileuza, Fábio Dantas, diretor geral da FEMURN e o prefeito de Vera Cruz, Marcos Cabral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Lula será réu em cinco dias

Como a denúncia contra Lula também envolve Léo Pinheiro, que está preso, o juiz Sérgio Moro precisará se manifestar sobre o recebimento da peça do

Leia Mais

Vai depender

O blogue do Xerife apurou que o plano A do PSDB é apoiar a candidatura do vice-governador Fábio Dantas (PSB) ao Governo do Estado. Mas,

Leia Mais