Fátima lavou as mãos como Pilatos, diz Azevedo sobre projeto que virou lei

A Assembleia Legislativa promulgou a Lei nº 10.733/2020, de autoria do deputado estadual Coronel Azevedo (PSC), que pede a suspensão temporária da cobrança de empréstimos consignados contraídos por servidores públicos estaduais civis e militares sejam ativos, inativos, pensionistas e da reserva remunerada.

A promulgação foi divulgada na edição desta quarta-feira, 17, do Diário Oficial da Assembleia Legislativa após expirar o prazo para o Governo do Estado sancionar ou vetar, mas não dar qualquer resposta a respeito da matéria. “A Casa do Povo faz justiça, faz história”, afirmou o deputado.

Coronel Azevedo destacou que projetos como esse foram aprovados em outros estados e tem ressaltado que servidor público que contraiu consignado não vai dar calote em ninguém. “Lamentar a omissão e insensibilidade da governadora Fátima Bezerra que desprezou essa iniciativa lavando as mãos como Pilatos. Seu silêncio afetou os milhares de funcionários públicos, inclusive aos que votaram nela”, declarou.

2 respostas

  1. Ela não assinou porque, ela está ficando com o dinheiro descontado, se ela assinasse,aí ela não vai mais contar com este dinheiro, PARABÉNS coronel Azevedo

  2. Não é surpresa para o funcionalismo público ESTADUAL, a GOVERNADORA que pratica desigualdade SOCIAL e injustiça SOCIAL somente está ratificando o empobrecimento dos BARNABÉS. Aguardem que ainda tem mais massacre para o funcionalismo. Ñ tem bola de CRISTAL, sabe-se quantas vezes a GOVERNADORA vai pagar os atrasos ….. nunca!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

O iPhone bunda

Sucesso de público e crítica, a bunda é a paixão nacional. Interessante seria aliar essa paixão com a mais nova febre no Brasil, o iPhone.

Leia Mais