Fátima enfrentará batalha judicial pelo cargo de governadora

Chamou atenção do Ministério Público a empresa que recebeu R$ 1,9 milhão da campanha de Fátima ter sido aberta três dias antes do prazo final para a entrega da prestação de contas. O MP Eleitoral logo desconfiou e vai mover a ação. A suspeita é de emissão de “notas frias”. Há também outras irregularidades identificadas pelo órgão fiscalizador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Categorias

É ‘zero’!

A chance do governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria trocar o nome de Tatiana Mendes da chefia do Gabinete Civil pelo nome do

Leia Mais