Empresas de tecnologia correm para detectar violência em vídeos

size_960_16_9_facebook-tela-460-jpg4

Companhias de Cingapura a Finlândia estão correndo para desenvolver softwares de inteligência artificial que podem detectar e bloquear automaticamente vídeos de assassinatos e mutilação antes de se tornarem virais em redes sociais. Por enquanto nenhuma conseguiu resolver o problema completamente.

Um tailandês que filmou a si mesmo assassinando a filha de 11 messes em um vídeo ao vivo no Facebook nesta semana é o mais recente de uma série de crimes violentos transmitidos ao vivo em redes sociais.

O incidente levantou questionamentos sobre como o sistema de denúncia do Facebook funciona e como conteúdo violento pode ser detectado mais rapidamente.

A Google, que enfrenta problemas similares com seus serviços no YouTube, e o Facebook estão trabalhando em suas próprias soluções.

A maioria está se focado na aprendizagem em profundidade: um tipo de inteligência artificial que usa redes neurais computadorizadas que “ensina” computadores a identificar uma cena violenta em um vídeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

Fábio Dantas no prestígio

Prevista para o dia 17 de março a filiação do vice-governador e pré-candidato a governador do Estado nas eleições deste ano Fábio Dantas será prestigiada

Leia Mais

Sem legenda!

Os petistas alertam seus candidatos de que ficará sem legenda aquele que não seguir com o candidato do partido a presidente da República. O recado

Leia Mais