Em nota, prefeitura de Maxaranguape explica que acusados de fraudar programas de governo atuaram em outro município

Segundo nota emitida pela prefeitura de Maxaranguape, O Poder Executivo municipal não tem nenhum envolvimento em irregularidades nos programas Bolsa Família e PETI, ambos do governo federal.

Eis a nota:

Pela presente a Prefeitura Municipal de Maxaranguape vem a público, a despeito de notícias veiculadas na imprensa na data de hoje acerca de medida judicial de busca e apreensão na casa da servidora pública Janaína Carla Marques de Paiva, e na Secretaria Municipal de Habitação, Trabalho e Assistência Social do Município, esclarecer o seguinte:

Trata-se de procedimento judicial nº 0000157-89.2015.4.05.8400 em que são investigadas as pessoas de Rita de Cassia Moura Bezerra e Ivoneide Moura das Chagas acerca de fatos ocorridos nos anos de 2004 a 2009 no Município de Extremoz, não guardando nenhuma relação direta ou indireta com o Município de Maxaranguape, e que não houve a apreensão de qualquer documento pessoal de referida servidora ou do Município.

Não houve a prisão de qualquer servidor municipal, tampouco da pessoa de Janaína Carla Marques de Paiva tendo havido – por determinação judicial – ordem para que a mesma fosse ouvida em razão de fatos ocorridos no período em que trabalhou como servidora Municipal de Extremoz, sem contudo haver qualquer acusação contra dita servidora.

A Prefeitura Municipal vem a público esclarecer que encontra-se integralmente à disposição das autoridades competentes para auxiliar em eventual investigação, pois compreende que dessa forma contribuirá para a solidificação da instituição e respeito à lei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

Categorias