Em 70% dos casos de mortalidade materna no Seridó as causas são evitáveis

pre natalSegundo a série histórica de morte materna investigada pela IV Unidade Regional de Saúde Pública (Ursap), em Caicó, de 2009 a 2013 foram registrados dezesseis óbitos de gestantes no Seridó.

Para a presidente do Comitê Regional de Mortes Maternas e Prevenção do Óbito Infantil e Fetal, médica Verônica Alcântara, o “aceitável seria o índice zero de mortalidade dessas mães. Inclusive estudos mostram que 70% desses casos foram de causas evitáveis”, garantiu a profissional.

“Sabemos que existem as fatalidades, como o edema pulmonar que é muito grave. Mas também sabemos a quantidade de mortes que poderiam ser evitadas com pré-natal bem feito, com assistência na atenção básica, partos e pós-parto bem conduzidos”, argumentou a presidente do comitê.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

julho 2022
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias

Agora pague, Fátima Bezerra!

Desde o início das medidas de isolamento e distanciamento social, estabelecidas pelo Governo do Rio Grande do Norte no mês de março, o Estado sofreu

Leia Mais