Eleições com 13,7 milhões de desempregados

A manutenção de níveis elevados de desemprego e a criação de vagas com baixa remuneração refletem o marasmo de uma economia hesitante. As crises políticas que paralisaram o governo Michel Temer e a incerteza sobre o receituário que emergirá das urnas em outubro adiaram investimentos que poderiam consolidar o ciclo de recuperação de renda e de vagas de trabalho.

A trajetória vacilante das taxas de emprego será ponto central da eleição. Do eclético rol de presidenciáveis que se apresentaram até agora, emergem mais dúvidas do que indícios claros sobre a política econômica que estará em vigor em janeiro de 2019, com impacto sobre o trabalho e o rendimento dos eleitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Categorias

Debaixo do travessseiro

Corre a informação de que o prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves já recebeu a pesquisa que encomendou em todo o Estado do Rio Grande

Leia Mais

Larissa no lugar de Álvaro

No dia 4 de janeiro o deputado estadual Álvaro Dias deixa a assembleia legislativa do Rio Grande do Norte para assumir o cargo de vice-prefeito

Leia Mais