E o deputado preso pede para trabalhar… na Câmara

João Paulo Cunha
João Paulo Cunha

Em mais um sinal da resistência em renunciar ao mandato, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) – preso na última terça-feira – entrou com pedido na Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal para trabalho externo na Câmara dos Deputados. Condenado no mensalão, João Paulo começou a cumprir pena em regime semiaberto, que permite trabalho externo durante o dia. O preso tem que voltar para dormir na prisão. O pedido será analisado pela VEP e a decisão final é da Justiça.

Como vinha conversando sobre isso com amigos e seu advogado, Alberto Toron, deu declarações sobre a intenção do deputado de manter-se no mandato e trabalhar na Câmara durante o regime semiaberto, a questão foi analisada informalmente por técnicos da Casa. Estudo preliminar feito por consultores da Câmara diz que não seria possível compatibilizar o exercício das atividades com o regime semiaberto pois a Câmara tem atividades em horário incerto.

2 respostas

  1. Quando chegou a prisão, o deputado João Paulo Cunha foi procurado pelo deputado Natan Donadon, que lhe deu as boas vindas e foi logo dizendo: “somos condenados por corrupção, mas continuamos deputados, por força do regimento o tratamento entre nós tem que ser de Vossa Excelência”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias