Dilma procura marca própria que a diferencie de Lula

A presidente Dilma Rousseff tem sido estimulada a criar uma marca forte do seu governo a partir deste ano para ter uma identidade própria que a diferencie da imagem de governo social, já conquistada pelo ex-presidente Lula. Com a gestão ofuscada em 2011 pelo “marketing da faxina”, a ordem é tentar firmar uma imagem de gestora capaz para os próximos três anos. Mas a avaliação desse grupo é que a marca do social já foi conquistada por Lula, e não adianta querer competir nesse campo.

Para o grupo, uma marca na mesma linha do carimbo de “mãe do PAC”, que marcou a campanha presidencial, seria mais eficaz do que o rótulo de “mãe dos pobres”. Portanto, o desafio de Dilma seria apontar soluções para os principais problemas de infraestrutura, turbinando o PAC e obras estruturantes para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

”A marca Brasil Sem Miséria é tão vazia como foi o Fome Zero. O governo Dilma tinha que apostar numa marca própria. O culto da esmola está esgotado. Tem pouco pobre para tirar da rua, depois do que o Lula já fez. Dilma tem que encontrar sua própria personalidade em cima da gestão, que é o seu forte”, diz um interlocutor palaciano.

O blog comenta: Soaria melhor para o brasileiro criar a marca “gestão da corrupção”, com tantos escândalos envolvendo os ministérios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Cunha vice-presidente?

Eduardo Cunha foi o fator decisivo para haver o processo de impeachment. Ao aceitar um dos pedidos, vingava-se em Dilma da posição do PT, no

Leia Mais

Nem aí

Cristovam Buarque, o único senador do PPS, dá de ombros. “Partido que tem ministros na Esplanada tem a obrigação de alertar o governo de seus

Leia Mais

Segurança para Moro

O juiz Sérgio Moro, que antes recusava seguranças, cedeu. Agora conta com serviços de sete vigilantes durante as 24 horas. São quatro policiais federais e

Leia Mais