Desleal: Bolsonaro é obrigado a pagar mais verbas para Globo do que para as outras emissoras; ENTENDA

O presidente Jair Bolsonaro até chegou a reduzir a “mamata” de grandes veículos. A Globo, por exemplo, que vive uma debandada de artistas e teve uma redução bilionária em seus valores recebidos pelo Governo Federal, se beneficiou de uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) para voltar a ser a mais favorecida financeiramente, mesmo com Bolsonaro explicitamente contrário a essa medida.

 Em 2021, até o início de novembro, a TV recebeu repasse de 54 milhões de reais, ante 50 milhões em 2020 e 33,3 milhões em 2019. Record e SBT, que em 2019 e 2020 ocuparam, respectivamente, a primeira e a segunda colocações, voltaram a ficar em segundo e terceiro lugar na lista de maiores pagamentos.

A mudança na distribuição de verbas para publicidade ocorre após o TCU ter divulgado, em agosto do ano passado, dados de uma auditoria que apontou falta de critérios técnicos no rateio do dinheiro. Um dos critérios que devem ser utilizados para essa divisão, por exemplo, é o da audiência – a Globo tem mais que Record e SBT.

Apesar da insatisfação do presidente, a medida teve que ser reaplicada para a gestão continuar agindo “dentro das quatro linhas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

dezembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
Categorias