Brasil quer enviar avião para buscar vacinas, mas Índia diz que é ‘muito cedo’, diz jornal

A Índia não começou seu programa de imunização contra a Covid-19 e, por isso, considera muito cedo para se comprometer em exportar doses do imunizante, inclusive para o Brasil, diz o Hindustan Times, jornal do país. Enquanto isso, o Brasil tem um avião pronto para decolar com a missão de buscar 2 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca produzidas no país. Fontes do jornal afirmam que a decisão de exportar doses de imunizante para outros países deve demorar mais tempo.

A informação é corroborada pela fala, durante esta semana, do porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia, Anurag Srivastava. Questionada sobre exportação de vacinas, ele afirmou que o programa de imunização do país seria lançado no sábado e, portanto, ainda era muito cedo para discutir a entrega a outras nações.

“Você deve se lembrar que o primeiro-ministro já afirmou que a produção e capacidade de entrega da Índia serão usados para o benefício de toda a humanidade para combater essa crise”, disse Srivastava. “O processo de vacinação na Índia está apenas começando. É muito cedo para dar uma resposta específica sobre destinação para outras países enquanto ainda estamos analisando os cronogramas de produção e entrega. Nós tomaremos decisões a esse respeito no devido tempo, isso pode demorar.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

Eduardo Suplicy é preso

O ex-senador Eduardo Suplicy (PT) e candidato a vereador foi detido nesta segunda-feira (25) pela Polícia Militar após protestar contra reintegração de posse na Zona

Leia Mais